Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Consulta Pública avalia tratamento para lesões de pele não melanoma
Início do conteúdo da página

Consulta Pública avalia tratamento para lesões de pele não melanoma

  • Publicado: Sexta, 22 de Novembro de 2019, 18h29
  • Última atualização em Quarta, 11 de Dezembro de 2019, 18h04
  • Acessos: 449

Até o dia 16 de dezembro, a população poderá enviar contribuições sobre a proposta de incorporação da terapia fotodinâmica para lesões de pele não melanoma. A Conitec está avaliando a inclusão, no SUS, do procedimento para tratar tanto lesões benignas, como a ceratose actínica, e também alguns tipos de câncer não invasivos, a exemplo do carcinoma basocelular e do espinocelular.

O câncer de pele não melanoma é o mais incidente no país. Apesar de maligno, é, em geral, de evolução lenta e apresenta grandes chances de cura, quando tratado precocemente.  O padrão ouro para o tratamento da doença é a cirurgia para retirada da lesão. Esse procedimento é o mais utilizado atualmente, mas sua indicação depende do tamanho e das caraterísticas da parte da pele atingida.

A terapia fotodinâmica destrói as células doentes sem a necessidade dessas intervenções cirúrgicas. Isso acontece por meio da irradiação de uma fonte de luz específica no local da lesão.

A Conitec recomendou, inicialmente, a não incorporação do procedimento. Isso porque, apesar de serem verificados benefícios estéticos no uso dessa terapia, as evidências científicas sobre a eficácia e a segurança do procedimento são frágeis quando comparadas ao método cirúrgico convencional já ofertado no SUS. Leia aqui o relatório inicial.

Participação

Para participar, com experiências ou opiniões, acesse aqui; com contribuições técnico-científicas, acesse aqui.

registrado em:
Fim do conteúdo da página