Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Diretrizes Brasileiras de Intoxicações por Agrotóxicos
Início do conteúdo da página

Diretrizes Brasileiras de Intoxicações por Agrotóxicos

  • Publicado: Terça, 18 de Dezembro de 2018, 09h48
  • Última atualização em Terça, 29 de Janeiro de 2019, 09h27
  • Acessos: 424

Aprovação do capítulo 2 e abertura da Consulta Pública do capítulo 3

A exposição ao agrotóxico é problema de saúde pública, visto que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), apresenta como efeitos crônicos o desenvolvimento de câncer, malformação e danos para o sistema nervoso e endócrino, dentre outros.

Recomendações para o diagnóstico e tratamento de intoxicações por agrotóxicos, estão sendo publicadas pelo Ministério da Saúde (MS). Um capítulo das Diretrizes Brasileiras sobre o tema já havia sido publicado e na segunda-feira, 17 de dezembro, o segundo capítulo, que aborda as intervenções adequadas para o atendimento de pacientes intoxicados por inibidores de colinesterase (IC), considerando as melhores evidências científicas disponíveis, também foi aprovado. Clique aqui e acesse o relatório técnico.

Consulta Pública

Dando continuidade ao processo de elaboração e aprovação das Diretrizes Brasileiras para Diagnóstico e Tratamento de Intoxicações por Agrotóxicos, encontra-se em Consulta Pública, o capítulo 3.

Este capítulo aborda a recomendação para o atendimento de pacientes intoxicados por formulações à base de glifosato, considerando as exposições agudas no âmbito acidental, tanto nos processos relacionados ao trabalho quanto as de caráter suicida, e encontra-se disponível para participação popular até o dia 7 de janeiro.

O glifosato é um composto usado para matar ervas daninhas (planta que nasce espontaneamente em local e momento indesejados, podendo interferir negativamente na agricultura). Os produtos à base dele ocupam a primeira posição em termos de volume de comercialização no Brasil.

Com base nas evidências apresentadas, a CONITEC aprovou preliminarmente o capítulo 3 das Diretrizes. Clique aqui e acesse o relatório com a recomendação inicial.

Como participar

Utilize os formulários eletrônicos disponíveis no site da CONITEC, no link Consultas Públicas. Faça seus comentários e sugestões. Participe, sua contribuição é muito importante.

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página