Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Documento identifica tecnologias novas e emergentes da classe de produtos de terapias avançadas
Início do conteúdo da página

Documento identifica tecnologias novas e emergentes da classe de produtos de terapias avançadas

  • Publicado: Quarta, 17 de Fevereiro de 2021, 12h26
  • Última atualização em Terça, 23 de Fevereiro de 2021, 17h36
  • Acessos: 271

Publicação reúne informações sobre tecnologias de terapias avançadas. Proposta é dar subsídios sobre eficácia, segurança e o potencial desses medicamentos, além de trazer previsão de quando estarão disponíveis no mercado

A Secretaria-Executiva da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) publicou o Informe de Monitoramento do Horizonte Tecnológico sobre Terapias Avançadas, classe de produtos biológicos que utilizam células e genes para o tratamento de doenças. O documento reúne informações sobre terapias avançadas novas e emergentes que poderão estar disponíveis no mercado. Também traz exemplos das tecnologias já registradas no mercado nacional e internacional, o contexto histórico de desenvolvimento, além do processo de avaliação de tecnologias em saúde desses produtos pelas principais agências internacionais. Acesse aqui o documento na íntegra.

Os produtos de terapia avançada são tecnologias inovadoras que oferecem novas oportunidades de tratamento para doenças graves, incapacitantes e limitantes, como nos casos de doenças raras, autoimunes e oncológicas. Além de aliviar os sintomas da doença, a terapia avançada promete modificar sua causa, por meio de uma abordagem genética, com uma administração única ou limitada a poucas doses. Alguns medicamentos dessa classe já estão disponíveis no Brasil, como o spiranza®, incorporado no SUS para tratamento de pacientes com Atrofia Muscular Espinhal (AME) 5q do tipo 1, do zolgensma®, para a mesma a doença, entre outros.

Desafios para avaliação desses tratamentos

O Informe alerta que, apesar do caráter inovador e transformador dos produtos de terapia avançada, existe um desafio para a tomada de decisão e a avaliação da tecnologia em saúde. Isso porque os dados de eficácia clínica são limitados ou não tão robustos como os encontrados na avaliação de outros produtos. Evidências sobre essas tecnologias são, em geral, desenvolvidas a partir de pequeno número de pacientes e de pouco tempo de acompanhamento do tratamento, o que traz incertezas sobre a durabilidade do efeito e a segurança em longo prazo. Além disso, os produtos apresentam preços elevados, o que representam um grande impacto para a sustentabilidade dos sistemas de saúde.

Monitoramento do Horizonte Tecnológico

Informes como esse são elaborados na fase de Monitoramento do Horizonte Tecnológico (MHT), uma etapa específica na Avaliação de Tecnologias em Saúde que tem como objetivo identificar tecnologias novas e emergentes e prever os impactos que essas possam causar no sistema de saúde. Esse processo auxilia na decisão sobre a incorporação ou não de tecnologias em saúde, na medida em que antecipa demandas e identifica tecnologias que tenham custo financeiro viável para o sistema de saúde, mas também impacto favorável na prática clínica, na organização dos serviços e nos aspectos sociais e éticos associados à sua utilização. Informes como o de Terapias Avançadas são publicados periodicamente. Acesse a seção Monitoramento do Horizonte Tecnológico e saiba sobre outras publicações.

registrado em:
Fim do conteúdo da página