Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Duas consultas públicas avaliam procedimento cirúrgico para tratamento oncológico
Início do conteúdo da página

Duas consultas públicas avaliam procedimento cirúrgico para tratamento oncológico

  • Publicado: Terça, 31 de Dezembro de 2019, 14h40
  • Última atualização em Quinta, 06 de Fevereiro de 2020, 11h59
  • Acessos: 372

Está em avaliação na Conitec a incorporação da cirurgia de citorredução com hipertermoquimioterapia para dois tipos de câncer localizados no peritônio, membrana que reveste a cavidade abdominal: o mesotelioma maligno e o pseudomixoma. Apesar das evidências científicas sobre o uso da tecnologia serem restritas, o Plenário considerou que, para ambos casos, o tratamento avaliado apresenta uma maior eficácia em comparação à quimioterapia já existente no SUS. Por isso, a recomendação inicial da Comissão para as duas consultas públicas é favorável à incorporação.

A citorredução com hipertermoquimioterapia é a abordagem de tratamento mais indicada atualmente para tratamento de câncer no peritônio. Consiste na máxima remoção possível das células malignas, com a aplicação de quimioterapia aquecida diretamente no local onde está localizado o tumor. O aumento da temperatura facilita a penetração da quimioterapia, aumentando sua eficácia.

A recomendação da Conitec prevê que o tratamento seja feito em centros de saúde com profissionais capacitados para realização, por se tratar de um procedimento complexo.

Mesotelioma Peritoneal Maligno

Originado nas células que revestem a cavidade peritoneal (mesotélio), esse é um tipo raro de câncer. Manifesta-se de forma agressiva, com sobrevida de poucos meses após o diagnóstico. Geralmente, limita-se à cavidade abdominal, mas em formas mais graves, pode se disseminar para outros órgãos. Leia aqui o relatório inicial da Conitec. 

As contribuições enviadas durante esta consulta pública podem confirmar ou modificar a recomendação inicial. Para participar, com experiências ou opiniões, acesse aqui; com contribuições técnico-científicas, acesse aqui.

Pseudomixoma peritoneal

Nesse tipo, a doença é iniciada em glândulas produtoras de muco no peritônio, geralmente no apêndice ou, de forma mais rara, no ovário ou no intestino delgado. Ela acontece quando a lesão precursora se espalha e atinge o revestimento da cavidade abdominal.

O tratamento avaliado tem intenção curativa para esse tipo da doença. Leia aqui o relatório inicial. 

As contribuições enviadas durante esta consulta pública podem confirmar ou modificar a recomendação inicial. Para participar, com experiências ou opiniões, acesse aqui; com contribuições técnico-científicas, acesse aqui.

registrado em:
Fim do conteúdo da página