Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Leia o Novo Alerta de Monitoramento do Horizonte Tecnológico (MHT)
Início do conteúdo da página

Leia o Novo Alerta de Monitoramento do Horizonte Tecnológico (MHT)

  • Publicado: Terça, 13 de Junho de 2017, 10h14
  • Última atualização em Quinta, 17 de Agosto de 2017, 09h29
  • Acessos: 834

Já está disponível o 4º Alerta de Monitoramento do Horizonte Tecnológico (MHT) do Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde (DGITS/SCTIE), que aborda o medicamento Ivacaftor (Kalydeco®) para o tratamento da Fibrose Cística. A fibrose cística (FC) ou mucoviscidose é uma doença genética autossômica recessiva e crônica. Sua incidência é maior em algumas etnias, como a caucasiana, mas pode estar presente em todos os grupos étnicos. A fisiopatologia da FC está relacionada com mutações no gene CFTR (Cystic Fibrosis Transmembrane Conductance Regulator), que é o responsável pela codificação de canais de transporte de determinadas células do organismo que secretam muco. Com a mutação genética, ocorrem alterações das secreções mucosas, que se tornam desidratadas e anormalmente espessas.

O tratamento da fibrose cística no Sistema Único de Saúde (SUS) é norteado pelo Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Fibrose Cística - Manifestações Pulmonares (disponível em http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2014/abril/02/pcdt-fibrose-cistica-manif-pulm-retificado-livro-2010.pdf) e pelo Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Fibrose Cística - Insuficiência Pancreática (disponível em http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2014/abril/02/pcdt-fibrose-cistica-insuf-panc-retificado-livro-2010.pdf) que foram atualizados recentemente e aguardam publicação pelo Ministério da Saúde. No novo PCDT de Fibrose cística – Insuficiência Pancreática, a pancrelipase foi excluída, pois não possui mais registro no Brasil. Assim, estão disponíveis no SUS os medicamentos pancreatina para as manifestações pancreáticas da doença e para tratar as manifestações pulmonares, estão disponíveis a alfadornase e a tobramicina.

Este alerta é um dos volumes do periódico “Alertas de Monitoramento do Horizonte Tecnológico” do DGITS. Essa publicação tem caráter científico e acesso livre. É elaborado com base nas melhores evidências científicas disponíveis e tem como objetivo informar a sociedade quanto aos potenciais impactos de tecnologias novas (em fase de aprovação ou recém aprovadas por agências reguladoras) e emergentes (em estágio de desenvolvimento) no cuidado aos pacientes, no sistema de saúde e na organização dos serviços.

O MHT é uma etapa específica da Avaliação de Tecnologias em Saúde que tem como objetivo identificar tecnologias novas e emergentes e prever os impactos que essas possam causar no sistema de saúde. Nesse sentido o MHT pode auxiliar o processo de incorporação de tecnologias, pois pode antecipar demandas e a identificar tecnologias que tenham custo financeiro viável para o sistema de saúde e também impacto favorável na prática clínica, na organização dos serviços e nos aspectos sociais e éticos associados a sua utilização.

É importante lembrar que o Alerta não é um guia de prática clínica e não representa posicionamento favorável ou desfavorável do Ministério da Saúde quanto à utilização de Ivacator (Kalydeco®) para o tratamento da Fibrose Cística ou qualquer outra indicação terapêutica.

Acesse o documento aqui.

registrado em:
Fim do conteúdo da página
© 2015 Conitec - Direitos Reservados V1.0.1