Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Medicamentos para incontinência urinária são tema de consulta pública.
Início do conteúdo da página

Medicamentos para incontinência urinária são tema de consulta pública.

  • Publicado: Quinta, 09 de Maio de 2019, 14h08
  • Última atualização em Quinta, 18 de Julho de 2019, 15h49
  • Acessos: 2571

Está em avaliação na Conitec a inclusão de duas terapias medicamentosas para incontinência urinária de urgência: a mirabegrona e a com agentes antimuscarínicos (oxibutinina, tolterodina, solifenacina e darifenacina).

A primeira age no relaxamento do musculo liso da bexiga, diminuindo a sensação de “bexiga cheia” e, assim, diminui a frequência das contrações sem esvaziamento. A mirabegrona é indicada para o tratamento dos sintomas da incontinência de urgência, em que pacientes não conseguem segurar completamente o fluxo da urina. Acesse aqui o relatório técnico da Conitec.

Essa disfunção é causada pela chamada bexiga hiperativa, quando o músculo detrusor, o principal da bexiga, não tem capacidade de contrair e relaxar corretamente. Essa condição afeta dramaticamente a qualidade de vida, comprometendo o bem-estar físico, emocional, psicológico e social.

A segunda terapia em análise, com agentes antimuscarínicos, é administrada para diminuir a amplitude das contrações da musculatura da bexiga. Esses medicamentos atuam para reduzir a sensação de necessidade urgente de urinar e, logo, aumentar a capacidade da bexiga de armazenar urina. Acesse aqui o relatório técnico da Conitec.

Os estudos analisados pela Conitec demonstraram haver muitas incertezas em relação às evidencias apresentadas sobre os benefícios de uso das duas terapias. Os membros do plenário consideraram ainda a frequência de eventos adversos relacionados ao uso desses medicamentos e a possibilidade desses afetarem ainda mais a rotina dos pacientes em tratamento. Por isso, a Comissão recomendou inicialmente a não incorporação ao SUS dessas alternativas. O tema segue agora para consulta pública. As sugestões, relatos de caso e contribuições enviadas durante o processo poderão confirmar ou transformar essa primeira análise.

Participação

Para participar, preencha o formulário eletrônico disponível em http://conitec.gov.br/index.php/consultas-publicas.

registrado em:
Fim do conteúdo da página