Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > PCDT de Mucopolissacaridose Tipo II é publicado
Início do conteúdo da página

PCDT de Mucopolissacaridose tipo II é publicado

  • Publicado: Quinta, 21 de Junho de 2018, 17h04
  • Última atualização em Terça, 11 de Setembro de 2018, 15h39
  • Acessos: 467
Doença rara, com predominância no sexo masculino

O Diário Oficial da União publicou no dia 24 de maio o novo Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) para Mucopolissacaridose tipo II (MPS II) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O medicamento indursulfase alfa como terapia de reposição enzimática é o único tratamento especifico para MPS II aprovado pela ANVISA.
 
Mucopolissacaridose do tipo II
Conhecida como uma doença hereditária, a Mucopolissacaridose do tipo II (MPS II) atinge principalmente o sexo masculino. É caracterizada por uma inadequada produção da enzima iduronato de sulfatase, substância que auxilia muitas reações químicas no organismo dos seres humanos. Não existe cura, mas há medicamentos que tratam os sintomas. O novo Protocolo prevê o uso do indursulfase alfa como terapia de reposição enzimática.
 
O que são PCDT´s
São documentos que visam garantir o melhor cuidado ao paciente no Sistema Único de Saúde. São utilizados como material consultivo dirigido principalmente aos profissionais de saúde, e ainda como parâmetro de boas práticas assistenciais, documentos de garantia de direitos aos usuários do SUS e apoio aos gestores administrativos.
 
Os PCDT´s do Ministério da Saúde são os documentos oficiais que estabelecem os critérios para o diagnóstico de uma doença ou agravo à saúde; o tratamento preconizado incluindo medicamentos e demais tecnologias apropriadas; as posologias recomendadas; os cuidados com a segurança dos doentes; os mecanismos de controle clínico; o acompanhamento e a verificação dos resultados terapêuticos a serem buscados pelos profissionais de saúde.
 
Clique aqui e acesse o Protocolo.
registrado em:
Fim do conteúdo da página