Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > SUS ofertará novo medicamento para hepatite C
Início do conteúdo da página

SUS ofertará novo medicamento para hepatite C

  • Publicado: Sexta, 31 de Agosto de 2018, 13h56
  • Última atualização em Quinta, 11 de Outubro de 2018, 18h05
  • Acessos: 557

Glecaprevir associado a pibrentasvir 

No Brasil, os medicamentos para hepatite C são fornecidos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), gratuitamente, por meio do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF), para todos os pacientes que atendem às especificações do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) do Ministério da Saúde, as orientações sobre o diagnóstico, tratamento e monitoramento da doença estão disponíveis neste documento.

Para o tratamento da hepatite C estão incorporados: alfapeguinterferona, daclatasvir, simeprevir, sofosbuvir, sofosbuvir em associação a ledipasvir, elbasvir em associação a grazoprevir,a associação entre ombitasvir, veruprevir, ritonavir e dasabuvir e a partir de agora a incorporação dos antivirais glecaprevir associado a pibrentasvir. 

Do medicamento

Glecaprevir + pibrentasvir é uma associação de dois antivirais de ação direta (DDA) capazes de combater todos os genótipos da hepatite C (HCV) em pacientes com ou sem cirrose. A eficácia da terapia varia de 89% a 99% dependendo do genótipo, condição clínica e presença de outras doenças. Além disso, possibilita tratar o vírus em um período que varia entre oito e 16 semanas, enquanto os demais medicamentos já incorporados variam de 8 a 24 semanas. 

Entenda a Hepatite C

A hepatite é uma inflamação no fígado causada pelo vírus HCV, classificado em seis principais genótipos, que variam do 1 ao 6, a principal via de contaminação é a sanguínea. Cerca de 60 a 85% dos infectados evoluem para a forma crônica da doença, mas na maioria dos casos não apresentam sintomas clínicos específicos e o diagnóstico tardio é o principal fator de risco, já que os pacientes podem desenvolver cirrose e insuficiência hepática.

Previna-se! Não compartilhe instrumentos perfurocortantes tais como: alicates de unhas, lâminas de barbear ou depilar; use preservativos e não compartilhe objetos de uso pessoal. 

Acesse o relatório técnico da Conitec, com informações detalhadas sobre a análise do procedimento, neste link.

registrado em:
Fim do conteúdo da página