Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Terapia de eletroestimulação do nervo vago, aberta consulta pública
Início do conteúdo da página

Terapia de eletroestimulação do nervo vago, aberta consulta pública

  • Publicado: Segunda, 26 de Março de 2018, 17h28
  • Última atualização em Sexta, 27 de Abril de 2018, 16h45
  • Acessos: 813
Pacientes pediátricos com epilepsia resistente a medicamentos e não possuam indicação para cirurgia ressectiva, são elegíveis
 
Está aberta a Consulta Pública da terapia de eletroestimulação de nervo vago para a redução de crises epilépticas. Publicada nesta segunda-feira, 26 de março, no Diário Oficial da União a população pode participar até o dia 16 de abril.
 
A terapia consiste em um pequeno dispositivo do tipo marca passo, conhecido como gerador. Do tamanho de um relógio de pulso e pesando cerca de 25 gramas, o dispositivo é implantado no tórax do paciente por meio de duas pequenas incisões cirúrgicas. A terapia atuará na prevenção das irregularidades elétricas, causadoras das crises, através da estimulação moderada ao nervo vago esquerdo, localizado no pescoço.

Os estudos analisados, pelo Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde, e acolhidos, pelos membros da Conitec, sobre a eficácia e a segurança da terapia de eletroestimulação do nervo vago, relatam que os benefícios da tecnologia incluem a melhora na qualidade de vida do paciente, reduzindo as crises epilépticas. Além disso, diminuirá o custo dos cuidados e otimizará os recursos empregados.
 
Como participar
 
Para participar, basta utilizar os formulários eletrônicos disponíveis no site da Conitec.
 
Os formulários estão dentro da Consulta Pública vigente, faça seus comentários e sugestões.
 
Acesse aqui!
 
 
 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
registrado em:
Fim do conteúdo da página