Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias (3) > Ácido zoledrônico é incorporado ao SUS
Início do conteúdo da página

Ácido zoledrônico é incorporado ao SUS

  • Publicado: Sexta, 21 de Dezembro de 2018, 11h22
  • Última atualização em Terça, 29 de Janeiro de 2019, 09h23
  • Acessos: 1141

Pacientes que sofrem de doença de Paget óssea (DPO), conhecida também como osteíte deformante, terão acesso pelo SUS ao medicamento ácido zoledrônico (ZOL), que é um bisfosfonato heterocíclico, que atua especificamente nos ossos. O tratamento tem como objetivo reduzir os níveis de fostatase alcalina (FA), restaurar o metabolismo ósseo normal e aliviar a dor. O ZOL se destaca entre os demais bisfosfonatos para os desfechos dor óssea e redução de níveis de FA.

O Secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde publicou a portaria de incorporação que estabelece esse tratamento pelo SUS no Diário Oficial da União (DOU), nesta sexta-feira, 21 de dezembro.

 Sobre a doença

A DPO é o segundo distúrbio ósseo mais comum, após osteoporose. Ela é caracterizada por um aumento importante do número, tamanho e atividade das células que compõem a matriz óssea. Esse processo desequilibrado pode causar deformidades nas áreas da pelve, coluna, crânio, fêmur e tíbia. Muitas vezes, a doença é assintomática e seu diagnóstico é feito por achados radiológicos ou exames realizados por outros motivos. Esta doença é mais frequente em indivíduos com mais de 55 anos e em homens.

Conheça o relatório técnico da CONITEC com informações detalhadas sobre a recomendação de incorporação do ácido zoledrônico para doença de Paget.

registrado em:
Fim do conteúdo da página