Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias (3) > Atualizado o Protocolo Clínico e as Diretrizes Terapêuticas da doença de Wilson
Início do conteúdo da página

Atualizado o Protocolo Clínico e as Diretrizes Terapêuticas da doença de Wilson

  • Publicado: Terça, 10 de Abril de 2018, 14h45
  • Última atualização em Sexta, 27 de Abril de 2018, 16h45
  • Acessos: 537
Orientações alimentares e transplante hepático estão entre as atualizações
 
A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde publicou na última segunda-feira, dia 09 de abril, a portaria que atualiza o Protocolo Clínico e as Diretrizes Terapêuticas (PCDT) da doença de Wilson.
 
Sobre a doença

Desenvolvida através do acúmulo de cobre nos tecidos que intoxicam cérebro, fígado, rins e olhos, a doença de Wilson considerada rara, tem origem genética. Apesar de não ter cura, pode ser tratada com terapia medicamentosa e procedimentos específicos disponíveis no SUS, que atuarão na redução do cobre acumulado pelo organismo.
 
Do diagnóstico

O diagnóstico precoce, feito pela soma dos achados clínicos e laboratoriais, evita graves complicações, e deve ser especialmente considerado em pacientes jovens, que apresentam anormalidades hepáticas ou neurológicas.

São indicativos da doença: presença de anéis de Kayser-Fleisher na córnea, anemia hemolítica, níveis de ceruloplasmina sérica baixos, concentração hepática e excreção urinária de cobre elevadas.
 
Do PCDT

Para alcançar melhores resultados, o Protocolo Clínico e as Diretrizes Terapêuticas foram atualizados. O tratamento passou a ser classificado em não farmacológico, com a inclusão das orientações alimentares e farmacológico, com a permanência dos medicamentos já disponíveis no SUS. Os benefícios esperados com o tratamento são: aumento da expectativa de vida e alívio dos sintomas provocados pela deficiência do metabolismo de cobre. Ocasionalmente um transplante hepático poderá ser considerado.
 
A população pode acompanhar o PCDT atualizado pelo portal da CONITEC no endereço http://conitec.gov.br/decisoes-sobre-incorporacoes e também por meio do aplicativo nas versões Android e IOS.
registrado em:
Fim do conteúdo da página