Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Usuário do SUS poderá participar da reunião da Conitec
Início do conteúdo da página

Usuário do SUS poderá participar da reunião da Conitec

  • Publicado: Quarta, 30 de Setembro de 2020, 09h31
  • Última atualização em Terça, 13 de Outubro de 2020, 17h46
  • Acessos: 1272

Aspectos ligados à vida real poderão trazer considerações importantes para o processo de análise de incorporação das tecnologias feito pela Comissão

Usuários do SUS poderão compartilhar com o Plenário da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) suas experiências no enfrentamento das mais diversas condições de saúde. A proposta estimula a participação voluntária, uma vez que aspectos ligados à vida real devem trazer considerações importantes para o processo de análise de incorporação das tecnologias feito pela Comissão. As chamadas públicas para inscrição dos interessados têm início na próxima semana, por meio da página oficial da Conitec. Podem participar pacientes, familiares, tutores e cuidadores.

A primeira participação do chamado paciente-testemunho está prevista para a 93ª reunião, no mês de dezembro. O relato não poderá ultrapassar o tempo de dez minutos. A pauta será sobre o medicamento tafamidis meglumina para tratamento da cardiomiopatia amiloide, doença rara causada por um distúrbio do metabolismo de proteínas que atinge os tecidos do coração, prejudicando seu funcionamento.

A participação do paciente-testemunho ocorrerá na reunião de apreciação inicial da tecnologia em avaliação, aquela que antecede a consulta pública e onde a Conitec define a recomendação preliminar.

Já estão previstas as seguintes pautas para o início do primeiro semestre de 2021:

  • Proposta de expansão de uso de dicloridrato de sapropterina (Kuvan®) para o tratamento de pacientes com fenilcetonúria a partir de cinco anos de idade no âmbito do Sistema Único de Saúde. Doença genética e hereditária que gera um defeito na metabolização da fenilalanina, um aminoácido natural obtido através dos alimentos. A falha o transforma em ácido fenilpirúvico, que pode ser tóxico para vários órgãos, inclusive o cérebro;
  • Proposta de incorporação de secuquinumabe (Cosentyx®) como primeira linha de terapia biológica para o tratamento da artrite psoriásica em pacientes adultos.

Informações sobre novas chamadas públicas serão atualizadas no site, no período que antecede as reuniões de cada mês.

registrado em:
Fim do conteúdo da página